GoiásNotícias

Pequenos negócios apostam nas mídias digitais para aumentar as vendas em meio à pandemia

 XIX Boletim Especial do Observatório da Goiás Turismo, divulgado nesta segunda-feira, 27, aborda os impactos da pandemia nos pequenos negócios. De acordo com dados do Ministério do Turismo, os negócios de menor porte representam 95% do total de empresas do Turismo, conforme o Cadastro Nacional dos Prestadores de Serviços Turísticos.

Até o final de junho de 2020, 64% deles ainda não tinham conseguido retomar suas atividades. É o que aponta a 5ª edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios”, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas(Sebrae). O levantamento foi realizado entre os dias 25 e 30 de junho e contou com a participação de empresários de todas as unidades da federação.

Segundo o Boletim, diante desse novo cenário global, constata-se uma série de mudanças nos hábitos do consumidor e as pequenas e médias empresas têm se adaptado, principalmente às novas tecnologias, para incrementar as vendas. Atualmente, 75% dos empresários de turismo estão vendendo produtos ou serviços de maneira digital. Desses, o WhatsApp é o aplicativo mais usado (85%), seguido pelo Facebook (65%), Instagram (59%) e site próprio (46%). 

Observatório do Turismo de Goiás alerta que as micro e pequenas empresas são de extrema importância para a economia e o desenvolvimento social. Segundo o documento, a partir de março de 2020 o efeito devastador da pandemia nos pequenos negócios tem sido fator de muita preocupação, já que representam subsistência para muitas famílias no país. Além disso, no turismo são responsáveis por grandes transformações e auxiliam na valorização dos atrativos culturais, naturais e sociais, com o propósito de garantir uma experiência inesquecível para o turista. O Boletim afirma que o setor precisa estar cada vez mais presente no mundo digital.

Acesse o XIX Boletim completo:encurtador.com.br/LMWX3