quinta-feira, julho 29, 2021
Home Cultura Projeto que decreta pit-dogs como patrimônio cultural imaterial de Goiás passa em...

Projeto que decreta pit-dogs como patrimônio cultural imaterial de Goiás passa em primeira votação

O projeto que decreta como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Goiás a gastronomia e cultura os pit dogs de Goiás foi aprovado, por 21 votos a 0, em primeira votação nesta quarta-feira, 2, na Assembleia Legislativa. A matéria ainda precisa passar por uma segunda votação para ser levado à sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

De autoria da deputada Delegada Adriana Accorsi (PT), o objetivo do projeto é garantir o direito de famílias o comércio realizado nos pit-dogs, e ainda, assegurar o lazer e o costume dos goianienses.

O argumento da petista é que o período tem sido crítico para proprietários de pit-dogs, que se veem ameaçados pela abertura de licitação, proposta por ação movida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO). Ela diz que food trucks, principalmente vindos de outros estados, podem ocupar os locais das tradicionais lanchonetes goianas.

“Durante décadas fazem parte dos usos e costumes da população. São comércios que estão há décadas no mesmo ponto e já se incorporaram à paisagem, aos hábitos dos goianienses. O pit-dog faz parte de nossa constituição cultural”, argumentou. 

Reconhecimento

O presidente do Sindicato dos Proprietários de Pit-dogs e similiares de Goiânia (Sindpitdogs), Ademildo de Godoy, afirma que a aprovação da matéria é um reconhecimento do quiosque tipicamente goiano. Além, impõe respeito e valoriza os trabalhadores do segmento. Ele enfatiza que só em Goiânia a atividade gera 25 mil empregos indiretos.

Ademildo diz ainda que o reconhecimento servirá para nivelar para cima, muitos terão que adequar ao Código de Posturas.

“Queremos trabalhar honestamente. Esse projeto servirá para legalizar a ação dos empresários que geram emprego e geram renda. Isso não quer dizer que não será fiscalizado. Um pit-dog para funcionar tem que estar regularizado junto a Vigilância Sanitária, aos bombeiros, tem que servir um lanche de boa qualidade”, informa.

“É importante salientar que durante os 50 anos da história dos pit-dogs fomos perseguidos por concorrência do comércio, por politicagem e pelo Ministério Público”, aponta o presidente do sindicato.

Atualmente são registrados no sindicato 1.602 pit-dogs em Goiânia e mais de 2.500 no estado de Goiás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Favor escrever aqui seu comentário
Favor digitar seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments