Luan Santana empolga multidão na segunda noite do Arraiana

Edição que marca retorno presencial do maior evento beneficente do Estado já arrecadou mais de 180 toneladas de alimentos

“Goiás tem extrema importância para a minha vida. Depois do Mato Grosso do Sul, que é meu Estado de origem, o primeiro que abraçou o Luan Santana foi Goiás.” A declaração do cantor foi dita durante a apresentação de ontem, 28, no Estádio Jonas Duarte. A estrela da noite empolgou as 17 mil pessoas que compareceram ao evento. Já na abertura dos portões, os fãs correram para garantir seu espaço perto do ídolo.

A psicóloga Camila Correa, de 31 anos, disse que sempre foi fã de Luan Santana e que teve que convencer seu marido para assistir ao show. “Ele não gosta de multidão, mas eu não ia deixar passar esse grande evento”, comentou. Seu companheiro, Alessandro Correa, disse rindo que “nunca deixaria ela vir desacompanhada”, mas que apesar de ter resistido em ir, curtiu muito o evento.

Antes do início do show principal, o público já se animou com as bandas locais, que tocaram desde rock ao sertanejo. O palco secundário contou com a presença da dupla João Pedro e João Paulo, Acorde 7, Fábio Henrique e Sunara. “Vim pelo Luan Santana, mas me surpreendi com os artistas que se apresentaram antes. Eles realmente animaram a gente e foi muito bom porque passamos a conhecer ótimos cantores aqui da região”, declarou a estudante Larissa Silva, de 21 anos.

Além das apresentações, as mais de quarenta barraquinhas de comida espalhadas pelo estádio ganharam destaque. O público pôde degustar várias delícias, como pastel, esfirra, pizza, caldos, espetinhos de carne e muito mais. Cada barraca, representada por uma instituição filantrópica, utilizará o montante arrecadado com as vendas para ajudar a manter a própria entidade.

“Esse evento está sendo muito importante porque essas associações geram custos e sozinhos não conseguimos mantê-las. Iniciativas como essa ajudam a gente a continuar trabalhando”, relatou a presidente fundadora da Associação Artemis Anápolis, Danielle Nava, que disse ainda “que é um bom evento porque tem como princípio máximo a solidariedade”.

Renato Martins Sousa, representante da Igreja Nossa Senhora Rosa Mística, disse que a Prefeitura está dando a oportunidade de inclusão não só dos bairros centrais, mas das periferias, que são locais mais carentes. “O show está incrível, com a estrutura 100%. O pessoal que está trabalhando está empenhado em um só objetivo, que é a união e a inclusão de todas as pessoas”, concluiu.

Nesta sexta-feira, 29, os portões serão abertos aos fiéis, das 19h às 19h50, para participação na missa campal com o bispo auxiliar Dom Dilmo. Após esse horário, a entrada volta a ser feita mediante a apresentação de ingresso, que pode ser trocado por 2 quilos de alimentos não perecíveis, exceto sal, farinha, fubá e açúcar. Sobem ao palco Tonny Allysson, Thiago Brado e Padre Marcos Rogério. Até o momento, as doações já ultrapassaram 180 toneladas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.